Colabore

inicio01

 

Depois de anos de trabalho, fora minha formação internacional, e que eu acreditei que poderia fazer uma mudança, mesmo que pequena, diante do sofrimento social que existe em nosso país, sinto-me no momento: envergonhada, humilhada, invisível e inaudível pela falta de reconhecimento pelo trabalho que já beneficiou, e beneficia milhares de famílias que vivem na periferia e nas favelas da cidade do Rio de Janeiro.

 

Eu não tenho como arcar com os custos de mais de 1500 crianças e com a estrutura que outrora tinha durante os últimos 19 anos ininterruptos e conseguir os resultados atingidos, mas não posso deixar de atuar em alguns lugares, tais como: a Sede, Cantagalo/Pavão-Pavãozinho, Mangueira, Rocinha. O Dançando é um projeto que dá esperança, cidadania, que dá perspectiva de vida, ou seja, norteia milhares de famílias.

 

Mesmo sem condições, estamos fazendo um grande esforço para manter gastos essenciais como, luz, água, internet, limpeza, fora os profissionais que estão trabalhando e acreditando que essa corrente não pode parar (muitas vezes de forma voluntária).

 

O Dançando Para Não Dançar (Pronac162684), tinha o patrocínio da Petrobras Distribuidora há 19 anos, estamos inseridos na Lei Rouanet, do Ministério da Cultura, com isenção de 100% do artigo 18. Fui informada que não iremos renovar o patrocínio.

 

A Associação Dançando Para Não Dançar é uma entidade sem fins lucrativos. Desde 1995 atua nas comunidades do Rio de Janeiro abrindo, por meio da dança, perspectiva de vida a jovens, evitando que ingressem na marginalidade em virtude da violência. Atualmente, atendemos mais de 1.500 alunos diretamente.

 

O Dançando é o primeiro projeto social a formar e criar uma Companhia de Dança de bailarinos com formação clássica vindo de diferentes morros carioca e, assim, comprovar que o balé, antes elitizado, é um grande instrumento de mobilização social capaz de transformar destinos marcados pela pobreza e pela violência em vidas cheias de esperança, perseverança e talento.

 

Eu, as crianças, os professores e os bailarinos  estamos desesperados.

 

Thereza Aguilar

Coordenadora do Projeto Dançando Para Não Dançar

21- 97527-9000

OBS: Estamos solicitando um valor menor que do ano passado. Nosso retorno de mídia em 2016, foi de R$ 746.128,00.

Gostaríamos de informar que o custo mensal por aluno é menos de R$30,00.