Notícias

Release Raízes do Brasil – 2015

O Ministério da Cultura e a Petrobras apresentam:

RAIZES DO BRASIL

O Dançando Para Não Dançar faz o seu último espetáculo de 2015, o “RAIZES DO BRASIL”, nos dias 22 e 23 de setembro, às 20 horas, no Teatro João Caetano. Entrada Franca.

Sob o tema educação, o Projeto deseja despertar os cidadãos brasileiros, em especial os moradores das comunidades em que o projeto atua, para que assumam para si o compromisso com a educação das nossas crianças.

A Direção Geral é da bailarina, coordenadora e idealizadora do Dançando Para Não Dançar, Thereza Aguilar.

Música de Geraldo Azevedo, Renato Rocha, Leandro Braga, Luiz Gonzaga, Zé Dantas, João do Vale, Lamartine Babo  Hector Villa Lobos, todas na voz do próprio Geraldo e os arranjos de Leandro Braga.

As coreografias são assinadas pelo coreógrafo alemão Lars Scheibner, Paulo Rodrigues, primeiro bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro; e pelas professoras Ana Paula Czerwinski,  Raisa Gregório, Luana Nobre, Mayara Alves e  Paulicéia Borges.

Pensar a Educação – “Cerca de 17 milhões de brasileiros não sabem ler, e desse total, 7,2% são crianças entre 10 e 14 anos. É um dado alarmante que, acreditamos, poderá se reverter através da arte destinada ao público infantil”, revela Thereza Aguilar.

De acordo com a bailarina, a dança, a arte cênica, a música, a poesia e os livros são instrumentos de formação de caráter e de opinião e devem ser utilizados como uma importante ferramenta para despertar na criança o sentimento transformador da educação e do conhecimento.  E assim segue o Dançando Para Não Dançar nos últimos 20 anos dentro das comunidades cariocas.

Na Cartilha do Projeto, Thereza afirma que brincando, dançando, cantando, tocando instrumentos, interpretando, enfim, com metodologias lúdicas e mais próximas da realidade de cada comunidade, pode-se alterar esse quadro alarmante de analfabetismo.

“Nossas crianças precisam de escolas melhores e os filhos delas melhores ainda. Brasil: Pátria Educadora não pode ser apenas um lema de um Governo. È um compromisso de todos. Precisamos de leis, de recursos definidos, de base de apoio. Cabe-nos cobrar dos nossos políticos essa base de apoio. Nos cabe ajudar a  transformar as nossas escolas”, desafia a coordenadora do Dançando, ao entender que a cultura faz desenvolver a consciência da necessidade de um mundo menos desigual e mais justo, com mais amor à vida e a valorização dos gestos simples.

Crianças e pais e familiares são os convidados especiais, mas o espetáculo é aberto ao público em geral. Entrada Franca.

Lars Scheibner – O coreógrafo  veio ao Brasil para trabalhar esse novo Balé. Conheceu o Dançando Para Não Dançar na Staatliche Ballettschule Berlin, escola em que alunos do projeto fazem especialização em balé clássico.   https://www.youtube.com/watch?v=JJoocVZULgA

Dançando – O Projeto Dançando Para Não Dançar foi criado no final de 1994, início de 1995, no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, pela bailarina Thereza Aguilar, visando dar acesso às crianças e jovens de comunidades populares ao balé clássico.

O projeto utiliza o perfil lúdico do balé clássico como instrumento de inclusão social e de cidadania. Os principais alvos são a profissionalização de jovens, o incentivo à participação cultural e o combate à exclusão social, ao proporcionar acesso à formação em uma profissão que dificilmente ingressariam.

Parcerias – O projeto Dançando Para Não Dançar é patrocinado pela Petrobras, desde 1997, e pela Lei de Incentivo à Cultura -Governo Federal – Pátria Educadora. Também conta com apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Faperj, VideoFilme e curso de inglês Brasas.

ANEXO 15-APRESENTAÇÃO RAIZES TJC 22-09-2015

ANEXO 17-APRESENTAÇÃO RAIZES TJC 22-09-2015

ANEXO 9-APRESENTAÇÃO RAIZES TJC 22-09-2015

Deixe uma resposta