Notícias

Espetáculo de balé em Duque de Caxias

Agora é a vez das crianças de Duque de Caxias terem aulas de balé. E para comemorar o Dia Internacional da Dança e a entrada do Dançando Para Não Dançar em mais uma Comunidade, o projeto montará o espetáculo Balé Salve São Francisco, no dia 30 de abril, às 13h30, na Escola Municipal Monteiro Lobato. A entrada é franca.

Ministério da Cultura e Petrobras apresentam:

Espetáculo de balé em Duque de Caxias

Para comemorar o Dia Internacional da Dança e a

entrada do projeto na Comunidade, o
Dançando apresentará o Balé Salve São Francisco.

 

 

 

O Dançando Para Não Dançar coreografou as músicas do projeto do cantor e compositor Geraldo Azevedo sobre o Velho Chico: o DVD e CD Salve São Francisco, um mix de homenagem e apelo à preservação do rio.

O balé visa chamar a atenção para os maus tratos com o rio que, nas últimas décadas, já perdeu três dos 16 afluentes perenes.

“Aqui estamos utilizando a magia de transformação do balé, da dança, da cultura para chamar a atenção sob o rio São Francisco. Mas, ele representa o descuido com todas as nossas bacias hidrográficas, que vem causando seca e fome país afora”, explica a bailarina Thereza Aguilar, coordenadora e idealizadora do Projeto Dançando Para Não Dançar.

A Direção Geral do espetáculo é assinada por Thereza Aguilar e as músicas são de Geraldo Azevedo. Vale destacar que as coreografias são assinadas por Paulo Rodrigues, primeiro bailarino do Theatro Municipal, e pelas monitoras do projeto: Mayara Alves, Samara Mello, Raísa Gregório e Paulicéia Borges.

DançandoO Projeto Dançando Para Não Dançar foi criado no final de 1994, início de 1995, no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, pela bailarina Thereza Aguilar, visando dar acesso às crianças e jovens de comunidades populares ao balé clássico.

O projeto utiliza o perfil lúdico do balé clássico como instrumento de inclusão social e de cidadania. Os principais alvos são: a profissionalização de jovens, o incentivo à participação cultural e o combate à exclusão social, ao proporcionar acesso à formação em uma profissão que dificilmente ingressariam.

Além da Escola de Dança, no Centro da Cidade (Rua Frei Caneca, 139), o projeto atua agora em 18 comunidades das Zonas Sul e Norte do Rio, como Rocinha, Cantagalo, Pavão-Pavãozinho, Mangueira, Chapéu-Mangueira, Babilônia, Morro dos Macacos, Jacarezinho, Santa Teresa, Salgueiro, Santa Marta, Morro do Borel, Japeri, Mineira, Morro do São Carlos, Duque de Caxias, entre outros, além dos Cieps e Creches. Hoje atende cerca de 1.500 crianças e jovens.

O Dançando Para Não Dançar formou um grupo que se apresenta em todos os espetáculos e apresentações com o objetivo de dar aos jovens a chance de se aperfeiçoarem no profissional, no palco, e criar mecanismos para a geração de renda. Um dos desafios da Associação Dançando era proporcionar o encaminhamento profissional dos jovens entre 12 a 21 anos que cresceram e se profissionalizam dentro do projeto.

Os bailarinos já se apresentaram em palcos montados em praças, praias, parques, feiras populares, nas comunidades, nas estações de trem (Central do Brasil) e metrô. Além das apresentações a convite de instituições públicas e privadas, como escolas, universidades e até mesmo em presídios. Apresentaram-se também em diferentes teatros, inclusive no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

O Dançando Para Não Dançar já tem um repertório com coreografias próprias, com trechos de balé clássicos – Coppélia, Paquita, A Bela Adormecida, Lago dos Cisnes e O Quebra Nozes. Balé contemporâneo: Gabriela: Ritmos Amados, Floresta do Brasil, Urubu Malandro, Kizomba, Favela, entre outros.

Parcerias – O projeto “Dançando Para Não Dançar” é patrocinado pela Petrobras, desde 1997, e pela Lei de Incentivo à Cultura – Governo Federal – Pátria Educadora. Também conta com apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, Faperj, VideoFilme e curso de inglês Brasas.

 

IMG_6445

.

IMG_6567

 

IMG_6570
SERVIÇO

Balé Salve São Francisco!
Data 30 de abril
Local: Escola Municipal Monteiro Lobato
Rua do Rosário, 118 – Duque de Caxias – RJ
Horários: 13h30
Entrada: Gratuita
Classificação: Livre

Imprensa: Tania Aguilar – Celular: 61- 82050706
e-mail: taniaimprensa@gmail.com- whatsapp: 61- 82050706

 

Sede do Dançando Para Não Dançar: Rua Frei Caneca, 139 – Centro- RJ.
Site: www.dpnd.org
E-mail: projetodancando@gmail.com

Deixe uma resposta