Notícias

Salve o Rio São Francisco!

Ministério da Cultura e Petrobras apresentam:

 

Salve o Rio São Francisco!

O apelo à preservação do rio na ponta de sapatilhas

 

 

O Dançando Para Não Dançar comemora 20 anos com a apresentação do Balé Salve São Francisco, em que coreografou as músicas do projeto do cantor e compositor Geraldo Azevedo sobre o Velho Chico: o DVD e CD Salve São Francisco, um mix de homenagem X apelo à preservação do rio. E lança o livro sobre a trajetória do projeto social nos últimos vinte anos, que será autografado pelo cartunista Nani. O espetáculo e o lançamento ocorrerão no dia 25 de novembro, às 20 horas, no Teatro João Caetano, Centro/ Rio de Janeiro. Entrada Franca.

 

balé Salve São Francisco, por meio das músicas do projeto, conta a história das populações ribeirinhas, representadas por lavadeiras, e uma índia que deflagra a bandeira para preservar as riquezas do Velho Chico.

 

A Direção Geral é da bailarina Thereza Aguilar. Músicas de Geraldo Azevedo, Luiz Gonzaga, Caetano Veloso e Leandro Braga, que também assina os arranjos. No cenário, os bordados de Antônia Zulmar, Ângela, Martha, Marilu e Sávia Dumont; e sobre desenhos de Demóstenes, publicados no livro ABC do Rio São Francisco. Cenografia: João Aguilar O figurino é de Marilda Fontes.

Vale destacar que as coreografias são assinadas por Paulo Rodrigues, primeiro bailarino do Teatro Municipal, e pelas monitoras do projeto: Mayara Alves, Samara Mello, Raísa Gregório e Paulicéia Borges.

 

Dançando – O Projeto Dançando Para Não Dançar foi criado no final de 1994, no Pavão-Pavãozinho e Cantagalo, pela bailarina Thereza Aguilar, visando dar acesso às crianças e jovens de comunidades populares ao balé clássico. Os principais alvos são a profissionalização de jovens, o incentivo à participação cultural e o combate à exclusão social, ao proporcionar acesso à formação em uma profissão que dificilmente ingressariam.

 

Além da Escola de Dança, no Centro da Cidade (Rua Frei Caneca, 139), o projeto atua em 17 comunidades, do Rio de Janeiro, como Rocinha, Cantagalo, Pavão-Pavãozinho, Mangueira, Chapéu-Mangueira, Babilônia, Morro dos Macacos, Jacarezinho, Japeri, Tuiutí, Salgueiro, Dona Marta, Morro do Borel, Mineira, Morro do São Carlos, entre outros, além dos Cieps e creches. Hoje o projeto atende cerca de 1525 crianças e jovens.

 

Parcerias – O projeto “Dançando Para Não Dançar” é patrocinado pela Petrobras, desde 1997, e pela Lei de Incentivo à Cultura – Governo Federal – País Rico é País sem Pobreza. Conta com as parcerias da Faperj, VideoFilmes e Governo do Estado do Rio de Janeiro.
Também tem parcerias com as Associações de Moradores das comunidades beneficiadas, da Vila Olímpica da Mangueira, dos Cieps Ayrton Senna, Salvador Allende e João Goulart,  do Teatro das Artes,  do curso de inglês Brasas,  além de convênios mantidos com a Staatliche Ballettschule Berlin.

 

SERVIÇO

20 Anos do Dançando Para Não Dançar

Balé Salve São Francisco e Lançamento do Livro

Data  25 de Novembro

Local: Teatro João Caetano – Praça Tiradentes – Centro – RJ
Horário: 20h
Entrada: Gratuita
Classificação: Livre

Imprensa:  Tania Aguilar -  Celular: (21) 97495.5486 – 61- 82050706

e-mail: taniaimprensa@gmail.com - whatsapp: 61- 82050706

 

Sede do Dançando Para Não Dançar: Rua Frei Caneca, 139 – Centro- RJ.
Site: www.dancandoparanaodancar.org.br
E-mail: projetodancando@gmail.com

Deixe uma resposta