Notícias

Sapatilhas solidárias

Petrobras e Dançando para não dançar apresentam
Favela, no Fiocruz pra você – campanha contra a poliomielite

 

No próximo sábado (12) é dia de vacinar contra a paralisia infantil. A Campanha Nacional de Vacinação, promovida pelo Ministério da Saúde tem o objetivo de manter a erradicação da poliomielite no país. Crianças com menos de cinco anos devem ser vacinadas. No dia, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) promove mais uma festa da saúde: é a 17ª edição do “Fiocruz pra Você”, das 8h às 17h, no campus de Manguinhos. Depois de tomarem a gotinha, crianças e responsáveis poderão assistir a uma série de eventos programados, como o balé com a Cia. Dançando Para Não Dançar, que apresenta a mais nova montagem do grupo – Favela, às 15h, no palco montado em frente ao Castelo.

 

Com a contribuição do projeto Dançando Para Não Dançar e dos diferentes grupos culturais e de assistência à saúde que participam todos os anos, foram vacinadas, em 2009, 3.481 crianças, em Manguinhos. Ou seja, 6% a mais do que em 2008. A meta deste ano é atrair para o campus cerca de 5000 crianças. Este é o décimo ano em que o grupo é convidado para apoiar o Fiocruz pra você.

 

Mesmo antes da oficialização da companhia de dança, em 2007, os bailarinos do projeto já se apresentavam a três anos em palcos montados em praças, praias, parques, feiras populares, comunidades, estações de trem (Central do Brasil) e metrô. Além das apresentações a convite de instituições, públicas e privadas, como escolas, universidades e até mesmo em presídios. Apresentaram-se também em diferentes teatros, inclusive no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Também se apresentaram no Palácio do Planalto, em Brasília, quando o projeto recebeu o Prêmio “Objetivos do Milênio”, em 2005.

 

Sapatilhas solidárias – O Dançando utiliza o perfil lúdico do balé clássico como instrumento de inclusão social e de cidadania. Os principais alvos são a profissionalização de jovens, o incentivo à participação cultural e o combate à exclusão social, ao proporcionar acesso à formação em uma profissão que dificilmente jovens carentes ingressariam. Hoje atua em 15 comunidades, além da escola de dança no centro da cidade, e atende cerca de 1000 crianças e jovens.

 

O projeto é patrocinado pela Petrobras, desde 1997, e tem como parceiros o Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, a Vídeo Filmes, o Governo do Estado do Rio de Janeiro – Secretaria de Cultura, Faperj e Programas Mais Cultura; Ponto de Cultura e Cultura Viva. Tem parcerias com os apoios das Associações de Moradores das comunidades beneficiadas, da Vila Olímpica da Mangueira, dos Cieps Ayrton Senna, Salvador Allender e João Goulart, do Teatro Leblon, do Teatro das Artes, da UniverCidade, do curso de inglês Brasas, do curso de alemão Baukurs, do Instituto Master de Cultura e do Centro Calouste Gulbenkian, além de convênios mantidos com a Staatliche Ballettschule Berlin e Balé Nacional de Cuba.

 

Imprensa:

Deborah Dumar – (21) 39704801/9689-9722 – dumar.deborah@gmail.com

Tânia Aguilar (21) 7876-5384 ou 10*1637 (rádio) ou (61) 9297-9749 – taniaimprensa@gmail.com

 

Serviço

Cia Dançando Para Não Dançar – Balé com gotinhas

Dia: 12 (sábado)

Horário: 15h

Local: Fiocruz – Campos de Manguinhos

Capacidade: cerca de 5000 pessoas

Grátis

Deixe uma resposta