Notícias

Sapatilhas internacionais

O Projeto Dançando Para Não Dançar apresenta espetáculo aberto ao público, no Teatro Gonzaguinha, com a participação de dois jovens cariocas que brilham no balé de Berlim.

 

Quando: Dia 26/8/2010, quinta-feira, às 10h

 

Onde: Teatro Gonzaguinha (Centro de Artes Calouste Gulbenkian: Rua Benedito Hipólito, 125 – Praça Onze; tel: 2224-8300)

 

Capacidade: 170 pessoas

 

Duração: 60 minutos

 

Entrada franca

 

O projeto Dançando Para Não Dançar – que ensina balé clássico a quase mil crianças e jovens moradores de 13 comunidades do Rio de Janeiro – volta à cena, trazendo desta vez Ronan Clemente e Luan Donato no elenco. Ambos deram os primeiros passos pelas mãos da professora e bailarina Thereza Aguillar, coordenadora do projeto patrocinado pela Petrobras, e aprimoram seu aprendizado como bolsistas da escola alemã Staatliche Ballettschule Berlin, com que o projeto brasileiro mantém convênio.

 

Ronan, de 17 anos, foi criado no Sampaio, e Luan, de 18, é da unidade do projeto na Mangueira. O primeiro fará, com Fernanda Duarte (Rocinha), o pas-de-deux de “Corsário” (música de Adolphe Adams), enquanto Luan apresentará o solo de “Galamterim”, Carlos Cabral, do Corpo de Baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro se exibirá com Fernanda Duarte em “Paquita” (música de Minkus). A direção geral é de a coordenadora do projeto,Thereza Aguilar, e a direção artística de Paulo Rodrigues, primeiro bailarino do Theatro Municipal.

 

Sobre o Dançando – O Dançando Para Não Dançar utiliza o perfil lúdico do balé clássico como instrumento de inclusão social e de cidadania. Os principais alvos são a profissionalização de jovens, o incentivo à participação cultural e o combate à exclusão social, ao dar acesso à formação em uma profissão que dificilmente jovens carentes ingressariam. “Além de proporcionar o acesso das crianças à arte da dança, a proposta dos espetáculos abre perspectiva profissional que auxilia os jovens bailarinos a viabilizar economicamente a sua permanência na carreira”, diz Thereza. Este foi o objetivo para a criação da companhia de dança, que há um ano conquistou a sua sede no Centro do Rio: popularizar o balé e dar aos jovens formados pelo projeto a chance de continuarem a formação profissional na área da dança e criar mecanismos para a geração de renda. Parcerias – O Dançando Para Não Dançar é patrocinado pela Petrobras e tem como parceiros o Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, a Vídeo Filmes, o Governo do Estado do Rio de Janeiro – Secretaria de Cultura, Faperj e Programas Mais Cultura; Ponto de Cultura e Cultura Viva. Tem os apoios das Associações de Moradores das comunidades beneficiadas, da Vila Olímpica da Mangueira, dos Cieps Ayrton Senna, Salvador Allender e João Goulart, do Teatro Leblon, do Teatro das Artes, da UniverCidade, do curso de inglês Brasas, do curso de alemão Baukurs, do Instituto Master de Cultura e do Centro Calouste Gulbenkian, além de convênios mantidos com a Staatliche Ballettschule Berlin e o Balé Nacional de Cuba.

 

Mais informações no site www.dancandoparanaodancar.org.br

 

Assessoria de Imprensa:

. Deborah Dumar – (21) 3970-4801 / 9689-9722 – dumar.deborah@gmail.com

. Tânia Aguilar (21) 7876-5384 ou 10*1637 (rádio) ou (61) 9297-9749 – taniaimprensa@gmail.com

Deixe uma resposta