Notícias

Petrobras Distribuidora fecha contrato e comemora com balé

Após grande sucesso de público, ao lotar por dois dias (29 e 30/11), no Teatro João Caetano, o espetáculo AMAZÔNIA – FLORESTA DO BRASIL será apresentado no dia 15 de dezembro, no Teatro das Artes, no Shopping da Gávea, às 19 horas, em comemoração a mais uma grande conquista Dançando Para Não Dançar: a nova sede e a criação da Escola de Dança.

 

A Petrobras Distribuidora, que é patrocinadora do projeto desde 1997, vai formalizar a assinatura do novo contrato para realizar obras em prédio cedido pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro ao Dançando para não dançar. A empresa, por meio da Lei Rouanet, do ministério da Cultura, arcará com as despesas para a restauração e adaptação do imóvel, localizado na Rua Frei Caneca, Centro. A Faperj fez as obras emergenciais.

 

Espetáculo – Alunos do projeto Dançando para não Dançar se revezarão no palco para celebrar o grande mestre e compositor brasileiro Villa Lobos. E não é por menos, a criança brasileira esteve sempre presente na expressão musical de Villa-Lobos, desde a sua juventude. Villa-Lobos musicou diversas cantigas popular-folclóricas que atravessaram séculos e fronteiras para fazer parte da infância de inúmeras gerações. É com esse espírito que o “Dançando…” vai resgatar as cirandas do compositor num espetáculo lúdico, que alegrará as alminhas e os corações das crianças cariocas e de seus pais que serão remetidos à infância

 

 

Os bailarinos e professores Thereza Aguilar e Paulo Rodrigues – primeiro bailarino do Theatro Municipal do Rio de Janeiro- assinam, respectivamente, a direção-geral e a direção artística do espetáculo, bem como as coreografias. A direção musical é do maestro Leandro Braga. Leandro Braga fez os arranjos das músicas de Villa-Lobos incluídas na trilha sonora e compôs as demais canções inspirados no trabalho do mestre compositor. O cenário é de Liane Espírito Santo. O espetáculo contará com a participação especial do bailarino Carlos Cabral, solista do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

 

Segundo a diretora geral, duas grandes causas motivaram a criação deste balé. A primeira foi homenagear o compositor ao resgatar suas cirandas. A segunda é o compromisso do “Dançando…” de trabalhar a formação da consciência cidadã e despertar em cada um dos 480 aprendizes de bailarinos do projeto, a co-responsabilidade de preservar o maior patrimônio ambiental que é a Floresta Amazônica.

 

O espetáculo inicia as homenagens do cinqüentenário de morte do compositor, que fez sua última viagem em 1959. É o resultado de muito trabalho e dedicação.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Serviço

 

Evento: AMAZÔNIA – FLORESTA DO BRASIL

Espetáculo de balé do Dançando para não dançar

 

Dia: 15 de dezembro – Horário: às 19h – Duração: 1 hora

Local: Teatro das Artes – Shopping da Gávea – Gávea.

Rua Marquês de São Vicente, 52 Loja 264 . 2 piso.

Tel: 2540 6004/ 2540 0498

Ingressos: Grátis.

 

Informações:

Luiz Moraes (21- 7814-4333) luizinhomoraes@oi.com.br

Fernanda Santos (21- 9103-4010) santos.fernanda@uol.com.b

 

Tânia Aguilar

Assessoria de Imprensa ::: Dançando Para Não Dançar

Fone: (61) 9297-9749 taniaimprensa@gmail.com

Deixe uma resposta