Notícias

Dançando no Cinema

A Cia. Dançando Para Não Dançar, companhia formada exclusivamente por bailarinos de comunidades populares, abrirá a terceira edição do projeto Domingo é dia de cinema, no Odeon Petrobras, dia 08 de junho,às 9h. Após o espetáculo de dança inicia-se a sessão com o filme “A negação do Brasil”. O preço da sessão é de apenas R$2,00.

 

No repertório, trechos dos balés clássicos “La Fille Mal Gardée”, de Frederick Ashton, e O Quebra-nozes, de Tchaikovsky (pas de deux de Militons) – e ainda o brasileiríssimo Gabriela: ritmos amados, com coreografia do próprio “Dançando”.”O Dançando foi convidado pela afinidade de propósito dos dois projetos – inclusão social e acesso à educação e à cultura”, afirma Thereza Aguilar, coordenadora e diretora da Companhia.

 

Domingo é dia de cinema – é uma atividade cultural que visa promover a inclusão social e estimular a criação artística e o interesse pela arte cinematográfica junto aos estudantes de baixa renda inscritos nos mais diversos cursos pré-vestibulares comunitários. O projeto consiste na exibição de filmes, uma vez ao mês, seguido de debates. São escolhidos filmes que possam servir como complemento ao ensino curricular, ampliando os horizontes de informações das ciências, arte, história e tecnologia.

 

Dançando – criado em 1995, o projeto utiliza o perfil lúdico do balé clássico como instrumento de inclusão social e de cidadania. Os principais alvos são a profissionalização de jovens, o incentivo à participação cultural e o combate à exclusão social, ao proporcionar acesso à formação em uma profissão que dificilmente jovens carentes ingressariam.

 

Além das aulas de dança, inclui suporte sócio-educativo, com aulas de informática e reforço escolar; assistência médica e odontológica, acompanhamento com assistente social, psicólogo e fonoaudióloga, inclusive para os familiares. Ainda, acompanha o processo de escolaridade dos alunos com aulas de reforço e, inclusive concedendo,

por meio de parcerias, bolsas de estudos em cursos pré-vestibulares, faculdades e cursos de línguas estrangeiras. O projeto encaminha alunos para especializações em renomadas companhias e escolas de dança no Brasil e no exterior. Hoje está em 13 comunidades e beneficia 480 crianças e jovens.

 

Cia Dançando – é formada por alunos das primeiras turmas do projeto. Nasceu com o objetivo de dar aos jovens a chance de continuar a formação e o desenvolvimento profissional na área da dança, bem como criar mecanismos para geração de renda e para formação plena de cidadania.

 

Desde 2004, o grupo vem popularizando o balé clássico em eventos realizados em praças, feiras, parques, escolas, universidades, teatros e presídios. Em 2007 a Companhia ganhou status profissional ao ser convidada do Programa Petrobras Cultural e sair em turnê nacional por Brasília, São Paulo e Bahia, além de diferentes cidades no Estado do

Rio de Janeiro.

 

O Dançando para não Dançar é patrocinado pela Petrobras Distribuidora desde 1997 e conta com os apoios da Faperj; do Governo do estado do Rio de Janeiro; da Video Filmes; do Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Do Brasas English Course e Curso Baukurs (alemão), da UniverCidade, da Unisuan, do Curso Ramos e Curso Daltro. Do Teatro Leblon, Teatro das Artes e Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Staatilicher Balletschule Berlin (escola alemã), Balé Nacional de Cuba, Dance Teather of Harlen (Nova Iorque), Ballet Stagium, Centro de Movimento Deborah Colker e Grupo Corpo.

 

Serviço

Domingo é dia de cinema – Abertura com espetáculo da Cia Dançando para não dançar

Dia: 8 de junho

Horário: 9 horas

Local: Cinema Odeon Petrobrás – Cinelância – Centro

Ingresso: R$ 2,00.

Capacidade: 600 pessoas

 

Imprensa

Tânia Aguilar – (61) 92517809 ou 9297-9749
tania.imprensa@gmail.com

Deixe uma resposta